Aproveitamos o mês de janeiro para fazer um e estudo e um balanço dos números do último trimestre de 2017 relacionados ao mercado imobiliário. Para este primeiro post, utilizamos dados de Miami-Dade, uma das regiões mais buscadas para quem procura um lugar para morar ou investir no sul da Flórida .

2017 foi um ano de altos e baixos no mercado imobiliário. Embora com uma quantidade considerável de novos empreendimentos, as vendas oscilaram, tendo maior alta em meses de verão no hemisfério norte – de junho a setembro – e mantendo a estabilidade até novembro. Devido às festas de final de ano, dezembro apresentou uma leve queda em comparação aos meses de verão, mas mantendo uma média positiva no último trimestre de 2017.

Áreas mais procuradas (condomínios)

A construção de novos empreendimentos em Miami Beach não tem sido em vão! A área foi a mais buscada pelos compradores que almejam morar ou investir em condomínios no condado de Miami-Dade. O valor médio de investimentos na área, para imóveis de 2 quartos, é de US$ 540.000. O imóvel mais caro, um apartamento de 4 quartos e 4 banheiros no Ocean House South Beach, foi comercializado por US$ 7.5 milhões.

Sunny Isles Beach desponta como uma alternativa para quem busca preços mais competitivos do que Miami.

Outras regiões que estiveram na mira dos investidores no último trimestre de 2017 foram as cidades de Aventura e Sunny Isles Beach. Bem próximas de Miami, essas regiões atraem compradores que buscam o mesmo padrão dos bairros mais nobres de Miami por um custo um pouco mais baixo.

Custo x benefício (single family homes)

As cidades de Homestead,  Palmetto Bay e outros municípios do entorno, ao sul do estado, foram as áreas mais procuradas pelo investidor de perfil moderado. As residências, em sua maioria no estilo single family, foram negociadas a preços entre US$ 250.000 e US$ 300.000, com uma média de 3 a 4 quartos e área média de 170 m². A apenas uma hora de distância do centro de Miami, essas regiões mantêm o bom custo-benefício para quem busca grandes propriedades a preços estáveis. Em Miami, por exemplo, em bairros como Edgewater e Brickell, imóveis semelhantes em termos de área e quantidade de quartos saem, em média, US$ 800.000.

Residências em Palmetto Bay: grandes espaços e preços mais baixos.
Condomínios mais procurados

Dentre os condomínios já concluídos, os mais procurados no condado de Miami-Dade estão o Winston Towers, em Sunny Isles Beach; Las Vistas at Doral, em Miami; o Blue Lagoon, em Miami; o Plaza of the Americas, em Sunny Isles Beach; e o Maison Grande, em Miami Beach, fazendo um perfil mais moderado. Já entre os condomínios de alto padrão, os mais vendidos nos três últimos meses de 2017 foram o Icon Brickell, em Miami; o Mystic Pointe, em Aventura; o Flamingo South Beach, em Miami Beach; o Brickell on the River, em Miami; e o Cité on the Bay, também em Miami.

Icon Brickell, um dos condomínios de alto padrão mais desejados.
Imóvel mais caro (single family home)

A residência mais cara vendida em Miami-Dade County no final de 2017 foi uma suntuosa mansão em Miami Beach, negociada a US$ 21.6 milhões. A propriedade, localizada na prestigiada N. Bay Road, possui 1200 m², 8 quartos, 10 banheiros, cozinha gourmet, terraço na cobertura, academia de ginástica, piscina, três jardins no estilo japonês e uma magnífica vista de Miami.

US$ 21.6 milhões – cerca de R$ 70 milhões – foi o valor negociado por essa mansão em Miami Beach.
Imóvel mais caro (condomínio)

Em condomínio, o imóvel mais caro foi negociado por US$ 16.5 milhões em uma unidade no Palazzo del Sol, na Fisher Island, em Miami Beach. A residência possui 7 quartos, 8 banheiros e uma área de 912 m². O condomínio oferece serviço multilíngue de recepcionistas, academia, salão de beleza, sala de massagem, sala de cinema de alta performance, espaço infantil criado pela Kidville, piscina, cabanas particulares e praia privativa.

O imóvel em condomínio mais caro vendido no último trimestre de 2017 foi no Palazzo del Sol.
Aposta para novos investidores em 2018

Se o centro é geralmente visto como a parte degradada de muitas cidades grandes, há cerca de duas décadas Miami tem fugido à regra. O que antes dava lugar a armazéns abandonados e pontos de operações ilícitas, vem se transformando em redutos de arte. Bairros no centro do design, como Wynwood e Little Haiti ainda não possuem o mesmo glamour de Edgewater ou das imediações da Brickell, mas são áreas de fácil acesso aos demais bairros e municípios vizinhos, com a vantagem de terem preços mais competitivos no mercado imobiliário. Se sua meta é investir em um imóvel em 2018, nossa indicação são essas áreas onde os preços não inflacionaram e que têm grandes chances de se tornarem o novo ‘boom’ dos empreendimentos.

Miami-Dade, sem sombra de dúvida, é uma excelente região para viver ou investir. Com opções para todos os perfis de investidor, do mais simples ao mais alto nível, existe um imóvel que atende suas necessidades. Vamos conversar sobre seus interesses para encontramos juntos as melhores áreas e os melhores imóveis? Fale comigo: Désirée Ávila Wilcox – sua corretora de imóveis na Flórida – pelo e-mail desiree@corretoraflorida.com ou pelo celular/Whatsapp (+1) 954-993-4246.