A educação nos Estados Unidos tem sido tema recorrente aqui no JOMI Flórida. Apesar de ter o mercado imobiliário como assunto principal, já explicamos, por exemplo, que o IPTU pode afetar diretamente na qualidade do ensino da escola onde seu filho estuda e que, para muitas famílias, a instituição é um dos fatores mais importantes a se considerar na hora de escolher uma região para viver. Muita gente, no entanto, ainda tem dúvidas sobre a configuração de ensino nos Estados Unidos, o que nos motivou a preparar esse post para explicar um pouco melhor essa divisão por séries.

Nos dois primeiros anos de vida, a alternativa que os pais tem são os Daycare, equivalentes às creches no Brasil. Esse serviço é particular, não existem instituição públicas de Daycare, mas famílias de baixa renda (com situação comprovada) podem se inscrever em programas do governo para receber ajuda financeira.

Assim como o Daycare, a Preschool, que contempla crianças de 2 a 4 anos, também não é um serviço público. Do mesmo modo que o exemplo anterior, famílias pobres que não têm como pagar pela escola recebem auxílio do governo para ajudar na despesa. Na Flórida existe ainda um programa chamado VPK (Voluntary Pre-K4), um projeto voluntário voltado para crianças de 4 anos prestes a entrar no Kindergdarten no qual o estado financia meio período. Caso os pais decidam por deixar o filho em período integral na instituição, devem bancar a diferença.

A Elementary School contempla crianças do Kindergarten ao 5º ano. Apesar de não oferecer conteúdo formal, é na fase do Kindergarten que os alunos começam a aprender as primeiras letras, números, cores, formas, músicas e regras sociais. A partir do 1º ano os pequenos começam a ser alfabetizados, no 2º ano os estudos das disciplinas básicas, como iniciação à matemática, artes, inglês, estudos sociais e ciências começam, mas é no 3º ano que os alunos começam a ser avaliados com notas que vão de A a F, sendo A a nota máxima e F correspondente ao zero. O 4º e o 5º ano são uma espécie de anos de preparação para a Middle School, que começa oficialmente no 6º ano e vai até o 8º.

Neste estágio, do 6º ao 8º ano, as disciplinas começam a sofrer variáveis mais específicas: a matemática, por exemplo, se desmembra em pré-cálculo, álgebra, geometria e estatística. Outras disciplinas voltadas para a saúde e vida em sociedade também começam a fazer parte da grade curricular (controle de natalidade, drogas e sexualidade são algumas dessas disciplinas, que podem variar de escola para escola).

A última fase escolar corresponde à High School, com as turmas do 9º ao 12º ano que contemplam jovens na faixa dos 14 aos 18 anos. São os anos preparatórios para a entrada na universidade, especialmente para os alunos do 11º (juniors) e 12º ano (seniors). Além das disciplinas obrigatórias, os alunos podem escolher matérias eletivas e atividades extracurriculares (inclusive as atividades esportivas), que também servem como pontos positivos para a aceitação na universidade escolhida e, em alguns casos, à gratificação com bolsa de estudo.

As idades e nomenclaturas podem sofrer pequenas variações de estado para estado (em alguns lugares, por exemplo, o 6º ano ainda faz parte da Elementary School), mas de modo geral, especificamente na Flórida, essa é grade do sistema escolar. Para saber o conceito das escolas dos condados de Broward, Palm Beach e Miami-Dade de 2015 a 2017, clique aqui.

Agora que você já tem uma ideia melhor da série que seu filho vai estudar, já sabe como matricular a criança em uma escola pública nos EUA e possivelmente tem algumas cidades para viver em mente, é hora de buscar o imóvel no raio que abrange o distrito escolar da instituição escolhida. Fale comigo: Désirée Ávila – sua corretora de imóveis na Flórida – pelo e-mail desiree@corretoraflorida.com ou pelo celular/Whatsapp (+1) 954-993-4246, para buscarmos juntos o imóvel ideal.