Imigrar para os Estados Unidos é um processo burocrático e complexo, e envolve bastante pesquisa e informação. Em contramão ao que muitos brasileiros fazem, ir com o visto de turista e permanecer no país por um período superior a seis meses (prazo que é geralmente dado aos portadores do B1/B2) não é a ideia mais inteligente para quem deseja fazer dos EUA seu novo lar.

“O medo é constante”, afirma Fábio Cruz*, que mora em New Jersey há pouco mais de 4 anos com visto de turista e já teve conhecidos brasileiros e colombianos deportados. “A qualidade de vida que tenho aqui é bem superior à que teria no Brasil, mas só quem vive nessa situação sabe a tristeza que é não poder voltar ao país”. Fábio conta ainda que perdeu o pai há pouco mais de dois anos e lamenta não ter tido a chance de se despedir ou poder voltar ao Brasil para ficar ao lado da família. “Por mais demorado e difícil que seja, minha dica é uma só: venha de forma legal. A qualidade de vida nem sempre compensa a dor de cabeça e a preocupação que sentimos por saber que a qualquer momento algo pode dar errado e ser obrigado abandonar tudo que construímos aqui, sem falar na saudade da família”.

Em conversa com o JOMI, Fábio contou que a ideia inicial era entrar com o visto de turista e, uma vez nos Estados Unidos, tentar conseguir o Green Card, mas não imaginava que seria tão complicado. Para ajudar pessoas que estão em buscar de informações sobre imigração e Green Card, preparamos este post com as principais dúvidas.

Como posso conseguir o Green Card?

De forma resumida, as maneiras mais simples de conseguir o Green Card são:

1. Relações familiares. Parentes imediatos como cônjuge, filho solteiro menor de 21 anos, genitor ou viúvo de um cidadão americano têm mais chances de conseguir o documento de residente permanente. Para filhos maiores de 21 anos e/ou casados, ou parentes imediatos de portadores do Green Card, o processo é mais lento. 

2. Trabalho. Existem várias categorias para o visto de trabalho, sendo algumas delas mais importantes na escala de classificação. Portadores do tipo “O” de visto, por exemplo, que abrange cientistas, artistas, dentre outros, têm maiores chances do que os portadores do tipo “H”, que contempla trabalhadores com diploma superior. 

3. Imigrante especial. O perfil contempla vários perfis, como religiosos, jornalistas internacionais e empregados de determinadas organizações internacionais. 

4. Investimento. A modalidade mais objetiva para quem está em busca do Green Card é através do visto EB-5. O candidato precisa fazer um investimento de US$ 500.000 (para áreas com alto nível de desemprego) ou de US$ 1 milhão (para as demais localidades) e criar pelo menos 10 postos de trabalho de horário integral no período de 2 anos. Para informações mais detalhadas, leia o post sobre o EB-5 publicado aqui no JOMI.

5. Loteria do Green Card. Anualmente os EUA disponibilizam o visto permanente para pessoas de várias nacionalidades de baixo processo migratório. Para os brasileiros, no entanto, essa modalidade de obtenção do documento não é aceita porque o número de imigrantes do maior país da América do Sul já é muito grande. Como as regras podem mudar, é importante ficar sempre de olho no Bureu of Consular Affairs.

Além das informações expostas neste tópico, existem várias outras modalidades para obtenção de visto, residência permanente e cidadania no site oficial do U.S. Citinzenship and Immigration Services.

Portadores do Green Card têm cidadania americana?

Não. O Green Card é um visto de permanência nos EUA. Nessa qualidade de residente, o portador do documento pode sair e voltar para o país, trabalhar e estudar legalmente, mas a cidadania é restrita aos americanos ou a quem já solicitou após uns anos.

Se eu comprar um imóvel, consigo o Green Card? Tenho dinheiro para pagar à vista.

A compra do imóvel ou a forma de pagamento não garantem aos imigrantes o direito de obter um visto de residente nos EUA. Além do fator financeiro em questão, existem vários outros aspectos a serem analisados. Para quem deseja tentar o Green Card através de investimentos, a melhor opção é tentar obter o visto de investidor. (Conheça o processo para compra de imóvel na Flórida).

Meu irmão mora ilegalmente nos EUA há 10 anos. Posso ter problemas para entrar no país?

Essa situação pode dificultar inclusive a sua obtenção do visto de  turista para os Estados Unidos. Em casos como esse, o ideal é procurar uma assessoria de confiança para orientá-lo em todo o processo.

Além do passaporte brasileiro, também tenho um italiano. É mais fácil conseguir o Green Card?

Para o governo americano não existe distinção entre as nacionalidades quando se trata da concessão do visto permanente. O passaporte estrangeiro pode facilitar a obtenção do visto de turista, e os residentes de alguns países estão isentos da necessidade do visto americano para ficar no país por um período inferior a 90 dias, mas para ser contemplado com um documento permanente, o processo é o mesmo para qualquer nacionalidade. (Confira os países do programa de isenção de vistos no site da Embaixada e Consulado dos EUA no Brasil).

O modelo de vida dos sonhos pode se transformar em pesadelo com os contratempos que podem surgir, por isso, por maior que seja a sua vontade de morar nos Estados Unidos, o ideal é estar em situação migratória regular. Como cada caso é um caso, sugerimos, antes de tudo, que busque um advogado de imigração para orientá-lo passo a passo de acordo com a sua situação.

* Nome modificado a pedido do entrevistado