Conseguir uma pré-aprovação no financiamento é o primeiro passo no processo de aquisição do imóvel para quem não dispõe da quantia para pagar à vista. A pré-aprovação é o que determina o valor liberado pela instituição financeira para a compra da casa e o valor que você vai precisar disponibilizar para cobrir os custos de entrada. Nesse processo de compra, o agente precisa saber exatamente o valor pré-aprovado para poder direcionar as buscas de acordo com o orçamento do cliente.

Para ajudá-lo, o JOMI, em parceria com Luiza Nikoghosyan, agente de empréstimos residenciais da Nations Trust, preparou 6 dicas para ajudar você a conseguir uma pré-aprovação.

1. Cuidado com a pontuação de crédito

Se você está pensando em conseguir uma pré-aprovação para um financiamento, cuidado com o crédito. Evite atitudes que possam diminuir a sua pontuação, pois quanto mais baixas, maiores serão as taxas de juros para você. Além do mais, com baixa pontuação você ficará sujeito a mais questionamentos por parte do banco ou instituição financeira e mais condições serão impostas. Nos piores casos, você pode até ser desqualificado ao empréstimo.

+ Como melhorar o crédito nos Estados Unidos

Você não precisa desistir de comprar um carro por estar comprando uma casa, só precisa esperar mais um pouco.
2. Não compre um carro agora

Comprar um carro no momento em que você pensa em comprar uma casa pode arruinar seus planos. A aquisição do automóvel irá aumentar significativamente a sua relação de despesa e receita, que é a medida utilizada pelos bancos para avaliar sua viabilidade como comprador. Em termos simples, se você tem muitos compromissos financeiros, suas chances de conseguir uma pré-aprovação diminuem. Você não precisa desistir completamente da ideia de comprar um veículo, a sugestão é que você espere um pouco.

3. Tenha dinheiro no banco

Tente manter o dinheiro em conta com quantia suficiente para a entrada e para o fechamento do contrato pelo menos dois meses antes de solicitar o financiamento. A instituição financeira vai pedir os extratos bancários dos dois meses anteriores, e é importante que vejam essa estabilidade na sua conta. Se você depositar quantias em dinheiro vivo, prepare-se para explicar ao banco a origem do cash.

4. Não mude de emprego com muita frequência

Da perspectiva do banco, uma pessoa que muda de emprego com frequência demonstra instabilidade. Se você tiver mudado de trabalho recentemente, o ideal é esperar alguns meses antes de solicitar um financiamento.

5. Tire férias, mas não muito longas

Evite tirar férias muito longas e evite ter muitos períodos de desemprego no seu histórico profissional. Para que o banco se disponibilize a lhe emprestar dinheiro, a instituição precisa ver que vale a pena. Férias muito longas ou muitos meses de desemprego sem uma explicação plausível podem ser o suficiente para que o banco considere sua situação inviável.

6. Não declare despesas que possam comprometer a sua receita

Se você trabalha como autônomo, é importante não declarar despesas que possam comprometer o valor da sua receita. Para conseguir um empréstimo, a instituição precisa comprovar que você ganha o suficiente para bancar a prestação e que a sua proporção de despesa e receita está abaixo de uma determinada porcentagem. Se você ganha US$ 10.000,00 no mês e declara US$ 9.000,00 como despesa, por exemplo, o lucro não vai ser considerado alto o bastante para o banco conceder um financiamento. Como autônomo, esteja preparado para comprovar junto à instituição de onde vem o seu dinheiro!

Conseguir uma pré-aprovação não é um processo altamente burocrático. Em alguns casos, a solicitação pode ser atendida em menos de 24 horas. Fale comigo se você tiver dúvidas sobre a pré-aprovação, sobre como melhorar o crédito ou se já estiver querendo começar as buscas da sua casa ideal no sul da Flórida: Désirée Ávila – sua corretora de imóveis na Flórida – pelo e-mail desiree@corretoraflorida.com ou pelo celular/Whatsapp (+1) 954-993-4246.