Grande parte das famílias brasileiras que decide se mudar para os Estados Unidos vê na adaptação aos costumes do novo país um dos maiores desafios. Quando a mudança envolve filhos, a adaptação das crianças nas escolas americanas é a grande preocupação dos pais: “Meu filho vai se acostumar ao novo sistema de ensino?”, “Será que ele vai se sentir escanteado por não ter inglês fluente?”, “Ele vai pegar o idioma com facilidade?” são algumas das perguntas que mais tira o sono de pais ansiosos por oferecer o melhor à sua prole.

A adaptação das crianças será mais fácil que a sua

Algumas pessoas se adaptam mais facilmente às circunstâncias da vida, outras menos, mas é fato que com uma menor bagagem de experiência e de hábitos já formados, a adaptação para os pequenos é sempre mais tranquila. É importante que, ainda no Brasil, os pais conversem sobre a mudança não só de país, mas das diferenças de costumes, dos novos alimentos, da nova escola e do novo idioma. Você vai se surpreender com a capacidade da criança em aceitar e se adequar ao novo!

+ Como se adaptar nos EUA: dicas para facilitar as mudanças no seu estilo de vida
+ Como matricular os filhos em escola pública nos EUA

adaptação das crianças nas escolas americanas

Receptividade e acompanhamento na escola

As escolas públicas americanas, principalmente em destinos mais procurados como o sul da Flórida, estão habituadas a receberem alunos estrangeiros. Grande parte das instituições oferece programas de ESL (English as a Second Language) para ajudar as crianças na adaptação. Se o seu medo é que seu filho seja jogado dentro de uma sala no primeiro dia de aula e se sinta completamente perdido, tire essa ideia da cabeça e respire aliviado: isso não vai acontecer. No momento da matrícula, os pais devem preencher no formulário o idioma falado em casa e o aluno será submetido a um teste de proficiência. A partir desse teste, onde o nível de fluência é avaliado, o aluno passa por um acompanhamento personalizado e por avaliações frequentes até conseguir acompanhar normalmente a turma.

Caso você decida colocar seu filho em uma escola particular, é importante saber que a maioria das instituições privadas não dispõem de programas como ESL e ESOL.

O papel da família na adaptação

Crianças menores passam por um processo mais fácil de adaptação por terem menos hábitos já formados, conforme citamos no início do post. Para os pré-adolescentes e adolescentes (alunos de Middle e High School), cuja formação da personalidade e costumes já são mais evidentes, a adequação ao novo país, ao estilo de vida, ao idioma e aos novos amigos pode ser um pouco mais complicado.

Independentemente da idade do seu filho, é essencial estabelecer uma rede de apoio e comunicação entre pais, escola e professores. Tente ser presente nas atividades escolares, como os grupos de voluntariado, feiras e acompanhamento nas atividades esportivas e extracurriculares. Converse sempre com os professores e com o diretor da escola para saber como está sendo a adaptação da criança ou adolescente e ver a melhor forma de estar mais presente para ajudá-lo a atravessar a fase da maneira mais proveitosa possível.

+ Sistema escolar nos Estados Unidos
+ Cidades com as melhores escolas do sul da Flórida

adaptação das crianças nas escolas americanas

Definindo a melhor escola

Caso a sua opção seja a de colocar seu filho em uma escola pública, você precisa saber que o que determina a escola onde a criança vai estudar é o bairro onde a família vive. É essencial, durante o processo de busca do imóvel, que você escolha a residência de acordo com o distrito escolar que engloba a área. Para a mineira Alessandra Campos, moradora de Boca Raton há poucos meses, a informação sobre o distrito escolar foi de extrema importância: “Tenho amigos sem filhos que já moram na Flórida há alguns anos e haviam me indicado uma ótima residência no condomínio onde vivem. Ainda bem que encontrei o JOMIFlorida antes de fechar negócio, pois não fazia ideia que meus filhos não poderiam estudar na escola que eu havia escolhido por causa da distância. Só depois de conversar com a Désirée e ela me informar melhor sobre o assunto foi que conseguimos encontrar um imóvel na região certa para aquela escola. A adaptação dos meus filhos (de 6 e 9 anos) está sendo melhor do que eu imaginei”.

+ Como matricular os filhos em escolas públicas nos EUA
+ Qualidade de ensino nas escolas públicas nos EUA

O momento certo para fazer a mudança

Ao contrário do ano letivo no Brasil, que começa em janeiro ou fevereiro, nos EUA o ano escolar começa no verão, em agosto. Para uma adaptação mais tranquila, é recomendado que as famílias de mudança para o país estejam aqui antes do início das aulas para que a criança se sinta mais à vontade de começar o ano junto com as demais crianças. Quando a criança chega com o ano escolar já em andamento (para as que chegam em dezembro ou janeiro, por exemplo), a adequação é um pouco mais complicada porque ela vai lidar com colegas que já estão entrosados entre si e até mesmo com outras crianças estrangeiras que já estão sendo acompanhadas desde o início.

Precisa de imóvel no distrito escolar da instituição onde você deseja matricular seu filho? Fale comigo: Désirée Ávila – sua corretora de imóveis na Flórida – pelo e-mail desiree@corretoraflorida.com ou pelo celular/Whatsapp (+1) 954-993-4246.